Rocket Experiment Division


O RED projeta, constrói, testa e lança rockets com um propósito científico e educacional.​ Foi fundado em setembro de 2017 e é constituído por alunos do Instituto Superior Técnico, de diferentes cursos, mas todos com uma paixão pelo espaço. O nosso principal objetivo é fomentar a aprendizagem e a integração nas diversas áreas de desenvolvimento do setor espacial, enfrentando os desafios das diferentes fases de um projeto inovador.

Para mais informações contacta-nos através de red@aerotec.tecnico.ulisboa.pt.

Porquê?


É um projeto único no panorama universitário nacional, que permite a interação com tecnologia espacial. O crescente interesse do público na área abre uma nova janela de interesse para a indústria.​

As nossas principais inspirações são projetos universitários a nível europeu que já atingiram reconhecimento internacional, como o DARE e o Skyward Experimental Engineering.​

Equipas:

A equipa foca-se principalmente em dois aspetos:

Simulação: determinar a trajetória e altitude máxima tendo em conta as propriedades do foguetão e as características do perfil de vento.

Controlo: tentar alcançar a altitude pretendida através do uso de “air brakes”, controlados por um sistema de feedback a implementar.

Responsável pela localização do rocket, recolha de dados de voo e posterior análise. Em ambos os protótipos, o protocolo de comunicação utilizado foi LoRa, tendo sido utilizado um Arduino Nano como núcleo principal de processamento de dados. Recebeu-se em terra a localização do veículo e os dados de voo foram guardados num cartão SD para posterior análise.

A equipa de propulsão foi responsável pelo desenvolvimento do motor do rocket, tanto a nível do combustível, como da câmara de combustão. Em ambos os protótipos o combustível utilizado foi sorbitol e nitrato de potássio. Este motor foi testado estaticamente, possibilitando assim a recolha de dados para o estudo do burn time, através de células de carga. Estes testes também permitiram fazer uma análise qualitativa de pressão e temperatura atingidos, que definiram a quantidade de combustível a utilizar em cada protótipo.

Responsável pelo design, testes estruturais e térmicos e manufatura de toda a estrutura do rocket, bem como todo o mecanismo de recuperação. É também responsável por garantir a estabilidade do rocket e construir a base de lançamento. O Aurora foi construído maioritariamente com fibra de vidro, em toda a fuselagem; fibra de carbono, nas aletas; e PLA, na ogiva e carga de ejeção. O paraquedas foi desenvolvido utilizando materiais de paraquedismo e unido à fuselagem com cordas de Kevlar. A base de lançamento foi construída usando vigas de alumínio.

A equipa de Gestão e Marketing é responsável pela promoção do projeto tanto junto da indústria como no Instituto Superior Técnico. Atualmente, foca-se no desenvolvimento de materiais publicitários e divulgação do trabalho das restantes equipas.

O seu leque de responsabilidades inclui também a logística de deslocamentos para testes estáticos bem como a organização do lançamento. Juntamente com os team leaders, procura rever as regras de segurança, criar protocolos para o lançamento e checklists que tornam o trabalho da equipa mais eficiente.

Aurora 2.0


Aurora


Parceiros


Contactos


Pode entrar em contacto connosco através de:

Facebook

Instagram

aerotec@tecnico.ulisboa.pt

LinkedIn

Youtube